Seja bem-vindo ao site da Pontual Contabilidade
English Italien Español Français Deutsch

Aposentadoria Especial: Como conseguir o benefício em 2020

Com a entrada em vigor da Reforma da Previdência, o requerimento da Aposentadoria Especial exige novos requisitos para ser concedida, você sabia?

Apesar do benefício ser concedido muito tempo antes que outros trabalhadores, a nova lei exige idade mínima, além do tempo de contribuição mínimo de exercício em atividades especiais.

Como conseguir a Aposentadoria Especial de acordo com as novas regras?

Como era na lei anterior:

Inicialmente, destaca-se que a Aposentadoria Especial será concedida àqueles que trabalharam expostos a agentes nocivos à saúde e, a depender do grau de nocividade, o trabalhador terá mais, ou menos requisitos. 

Na lei anterior, a aposentadoria poderia ser concedida com o tempo de contribuição de 15, 20 ou 25 anos de contribuição, a depender do grau de nocividade da atividade especial.

Os agentes nocivos podem ser biológicos, físicos ou químicos e a lei determina o grau de nocividade. No entanto, o que beneficiava nessa modalidade de aposentadoria era o salário benefício, correspondente a 100% da média calculada sobre 80% dos maiores salários.

O que mudou:

O impacto maior foi em relação ao valor do benefício, que passou a ser de 60% da média calculada sobre todos os salários recebidos (incluindo os 20% menores), sendo acrescidos 2% a cada ano que exceder 20 anos de contribuição.

Somado a isso, a nova lei passou a exigir idade mínima do trabalhador, além do tempo mínimo de contribuição, sendo de 55, 58 ou 60 anos, a depender do grau de nocividade que o trabalhador esteve exposto.  

Dessa fora, isso tornará mais rigorosa a concessão do benefício aos trabalhadores que exercem suas atividades profissionais submetidos a riscos.

É importante observar, ainda, as regras de transição para o caso concreto. Recomenda-se, na atual conjuntura, a orientação de um profissional especialista na área previdenciária para lhe auxiliar. 

Regras de transição para obter a aposentadoria especial:

Para os trabalhadores que estavam inscritos na previdência antes da Reforma, mas ainda não preencheram os requisitos para requerer a aposentadoria, ficou determinada uma regra de transição. Essa regra consiste no alcance de uma pontuação calculada pela soma de idade + tempo de contribuição, sendo para ambos os sexos:

  • 66 pontos para 15 anos de atividade especial; 
  • 76 pontos para 20 anos de atividade especial;
  • 86 pontos para 25 anos de atividade especial.

Por outro lado, aqueles que antes da Reforma não estavam inscritos na previdência, deverão atingir a idade mínima para realizar o pedido, conforme exposto acima:

  • 55 anos de idade para o tipo de Atividade Especial de 15 anos de contribuição;
  • 58 anos de idade para o tipo de Atividade Especial de 20 anos de contribuição;
  • 60 anos de idade para o tipo de Atividade Especial de 25 anos de contribuição.

Atenção: A caracterização de atividade especial por categoria e a conversão de tempo especial não valem mais, pois foram retiradas na Reforma.

Vale destacar, por fim, que o valor do benefício na regra de transição será o mesmo que consta na nova lei – 60% da média de todos os salários, sendo acrescidos 2% a cada ano que passar excedente aos 20 anos de contribuição.

Conteúdo original Thomas Advocacia | 14/02/2020.

Cotações e Índices

Moedas - 27/03/2020 15:52:48
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,021
  • 5,023
  • Paralelo
  • 4,370
  • 5,100
  • Turismo
  • 5,000
  • 5,300
  • Euro
  • 5,537
  • 5,541
  • Iene
  • 0,046
  • 0,046
  • Franco
  • 5,212
  • 5,216
  • Libra
  • 6,094
  • 6,097
  • Ouro
  • 261,110
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

saiba mais »

Agendas Tributárias

  • 31/Março/2020 – 3ª Feira.
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral.
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2019.
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável.
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos.
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física.
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal.
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut | Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB).
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias.
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie.
  • Operações com criptoativos.
  • Programa bienal de segurança e medicina do trabalho.
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF).
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA).
  • Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis).
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc).

saiba mais »


Rua Cândido Portinari, 532 - Vila Tito de Carvalho (Vila Xavier) - Araraquara - SP
CEP: 14810-255   |   Fone: 16. 3305 3030
Desenvolvido pela TBrWeb
( XHTML / CSS )